Reunião entre Proguaru, SDU, STT, Obras e Dersa define manutenção de vias no Cabuçu

A situação das vias na região do Cabuçu por conta do tráfego de caminhões que trabalham nas obras do trecho norte do Rodoanel Governador Mário Covas resultou em uma reunião na sede da Proguaru (Progresso e Desenvolvimento de Guarulhos S/A) na tarde de quarta-feira, 28.

O encontro contou com a presença do diretor presidente da Proguaru, Leonardo Lago; do Secretário de Desenvolvimento Urbano (SDU), Jorge Taiar; do secretário de Obras, Linaldo Hitoshi Koga; do gerente relações institucionais do Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A), Ermes da Silva; da representante da Secretaria de Transportes e Transito, Carla Angelini Larzur; além de representantes das empresas Construcap, Acciona e CDR responsáveis pela execução da obra.

Na oportunidade foi exposto ao gerente do Dersa, que é crescente o número de reclamações da população quanto ao estado da avenida Pedro de Souza Lopes, Estrada Davi Corrêa, avenida Palmira Rossi e Estrada do Cabuçu que estão praticamente intransitáveis por conta dos buracos, em sua maioria ocasionados pelos caminhões que prestam serviço nas obras do rodoanel e, também, por veículos das empresas que operam o aterro sanitário localizado na região.

Ermes da Silva admitiu que o Dersa falhou ao não realizar constantemente manutenções na via e, juntamente com os representantes das empresas contratadas para as obras do rodoanel, garantiu que realizará uma operação tapa-buraco na região: “Vamos atuar nesta manutenção, sobretudo no caminho de serviço dos caminhões”, garantiu.

Em relação ao trabalho da Proguaru, que vem realizando manutenções emergenciais na região, o secretário de Desenvolvimento Urbano, Jorge Taiar foi contundente: “A empresa municipal não pode ficar atuando em algo que é de responsabilidade do Dersa e das empresas que operam no rodoanel”, afirmou.

Para Leonardo Lago, diretor presidente da Proguaru, o encontro foi primordial para dirimir todas as dúvidas sobre os problemas. “A Proguaru tem que executar somente os serviços que cabe a ela e o encontro possibilitou o diálogo para que cada um assuma suas responsabilidades”, disse.

Uma nova reunião foi agendada para a próxima terça-feira, dia 4 de julho, a fim de que todos os detalhes sejam verificados. O encontro contará também com representantes das empresas que operam o aterro sanitário localizado na região do Cabuçu.

Crédito da foto: José Renato/Comunicação Proguaru

Share this post