Projeto experimental do cimento verde começa a ser implementado na rua Miguel Biondi

Por Sávio Junior/Comunicação Proguaru

A Proguaru (Progresso e Desenvolvimento de Guarulhos S/A) começa a aplicar a base composta por bica reciclada no trecho de 211 metros da rua Miguel Biondi, que fica na região do bairro Torres Tibagy, nesta terça-feira, 19. A obra faz parte do projeto experimental do cimento verde realizado em parceria entre a empresa de economia mista guarulhense, o IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas) e a Cimenteira Inter Cement.

A aplicação dos materiais sobre esta base, incluindo o cimento verde, deve ocorrer até o final desta semana. A previsão é que a pavimentação aconteça na sexta-feira, dia 29 de setembro.

A mistura da brita reciclada e da brita graduada com o cimento verde será realizada na Usina Recicladora de Resíduos da Construção Civil (RCC) da Proguaru e transportada diretamente para ser aplicada na respectiva via, que foi dividida em quatro trechos, onde cada um deles receberá um tipo de material: trecho 1 – brita reciclada mais cimento verde; trecho 2 – brita graduada mais cimento verde; trecho 3 – brita graduada tratada com cimento; e trecho 4 – brita graduada simples.

O cimento verde é uma tecnologia inovadora desenvolvida pelo IPT, que prevê a utilização de Resíduos da Construção Civil e Demolição (RCD) como principal matéria-prima, e que segundo especialistas, é considerado um material com ganhos econômicos e ambientais.

O projeto conta ainda com a participação da empresa Fiori do Brasil, que está disponibilizando uma autoconcreteira para a realização das misturas dos materiais em campo.

O desenvolvimento da nova tecnologia conta com recursos na ordem de R$ 5 milhões, oriundos de um fundo do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e da InterCement.

Crédito da foto: José Renato/Comunicação Proguaru

Share this post