Proguaru participa de força tarefa para atender ações do Ministério Público

A Proguaru (Progresso e Desenvolvimento de Guarulhos S/A) está participando, com seis funcionários, de um grupo de trabalho criado pelo prefeito Guti, na tentativa de resolver problemas judiciais que se arrastam por mais de duas décadas em Guarulhos e se tornaram 97 Ações Civis Públicas propostas pelo Ministério Público (MP) do Estado de São Paulo.

Com um prazo de 15 dias para apresentar relatórios com as obrigações do município, a força tarefa conta com 12 equipes, duas delas da Proguaru, formada por três engenheiros, um técnico e dois motoristas da empresa, além de secretários, diretores e servidores das secretarias de Justiça, Serviços Públicos, Obras, Meio Ambiente, Habitação, Desenvolvimento Urbano, Fazenda, Desenvolvimento e Assistência Social, Coordenadoria Municipal de Defesa Civil e do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae).

A primeira reunião da força tarefa foi realizada na última terça-feira, 23 de maio, na sede administrativa do Saae, onde se concentram as ações. Os problemas apresentados pelo MP vão de loteamentos clandestinos, que não foram legalizados pela administração, a invasões de área de proteção ambiental, entre outros.

As equipes estão trabalhando intensamente nas ruas para elaborarem os relatórios, que servirão de base para a resolução de cada caso. Muitos deles fazem parte de Termos de Ajuste de Conduta (TACs) que não foram cumpridos pelas administrações anteriores e carecem de soluções urgentes.

Foto: Prefeitura de Guarulhos

 

Share this post