Proguaru assina contrato para reforma da nova sede própria da Câmara

Foi assinado nesta terça-feira, 19, na sala da presidência da Câmara Municipal de Guarulhos, o contrato para a reforma do prédio da antiga fábrica de Tapetes Lourdes, na Vila Augusta, local que abrigará a nova sede própria do legislativo guarulhense. A obra ficará a cargo da Proguaru (Progresso e Desenvolvimento de Guarulhos S/A).

O contrato foi assinado pelo diretor administrativo-financeiro da Proguaru, André Corazza, pelo diretor-técnico, Joel Rodrigues, e pelo presidente da Câmara Municipal, vereador Eduardo Soltur.

O projeto, orçado em R$ 6.773.236,29 milhões, deve ficar ainda mais barato aos cofres públicos, já que a obra será de responsabilidade da Proguaru que, por ser uma empresa de economia mista, foi contratada com dispensa de licitação, o que irá proporcionar também maior agilidade na aprovação dos projetos junto a municipalidade. Outro detalhe importante é o fato de que, os recursos públicos empenhados na reforma irão circular dentro do município, além de proporcionar mais transparência na condução da obra.

O presidente do Legislativo, Eduardo Soltur, aproveitou o encontro e fez um breve relato sobre a aquisição do prédio, que foi realizada por ele quando presidiu a Câmara Municipal na gestão 2011/2012.

Soltur aproveitou para dizer que todo o processo de reforma será feito de forma transparente e acompanhado de perto pela TV Câmara e pela Comunicação da Proguaru. Ele acredita que os vereadores darão expediente na nova Casa de Leis já em 2018. “Fui eu que comecei o processo com a aquisição do prédio e agora vamos fazer a readequação. Enfim, a Câmara vai estar na sua casa própria no próximo ano”, disse.

O diretor-técnico da Proguaru, Joel Rodrigues, que mesmo antes de assinar o contrato já realizou visitas técnicas ao prédio da futura sede do legislativo, falou no marco para a empresa. “É um passo muito importante para a Proguaru e para a cidade. Será um grande desafio para nós, sobretudo para mostrar a capacidade técnica que a nossa empresa possui”, falou.

A empresa de economia mista será responsável por 100% da reforma. A previsão é de que, a partir de janeiro de 2018, se inicie a mobilização de funcionários no local. Outro detalhe importante é que, para dar agilidade a todo o processo, a Proguaru montará uma equipe exclusiva, com colaboradores de diversos setores, que se dedicarão exclusivamente ao projeto.

O prazo para a entrega da obra é de 180 dias após a assinatura do contrato.

Crédito da foto: José Renato/Comunicação Proguaru

Share this post