Funcionários da Proguaru ligados ao STAP terão reajuste maior se comparados ao Sincoverg

O acordo selado entre a Proguaru (Progresso e Desenvolvimento de Guarulhos S/A) e o Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública Municipal de Guarulhos (STAP) proporcionou um reajuste médio superior a 7% para 3.412 funcionários.

Para se ter uma ideia, 2.223 trabalhadores que recebem um salário de até R$ 1.100, tiveram um reajuste de 14,53%, considerando o reajuste de 10% no Vale Refeição/Vale Alimentação e o vale cesta de natal no valor de R$ 140,00. Já para 1.412 empregados, o aumento médio foi de 8,43%.

Os cargos comissionados de livre nomeação não foram contemplados com nenhum tipo de reajuste salarial, apenas o VR e VA foram reajustados em 10%.

Todo empenho da diretoria da Proguaru teve por objetivo principal proporcionar um reajuste que favorecesse os funcionários com os menores salários na empresa.

Condutores – Em acordo selado em audiência no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) entre Proguaru e Sincoverg (Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários no Transporte de Passageiros, Urbano, Suburbano, Metropolitano, Intermunicipal e Cargas Próprias de Guarulhos e Arujá) na terça-feira, 28, os 170 funcionários que atuam como condutores na empresa de economia mista tiveram um reajuste de apenas 5,07% no salário e no VR/VA, além da garantia de preservação das cláusulas sociais pelos próximos quatro anos. Essa diferença ocorreu devido ao fato de algumas categorias na Proguaru serem ligadas a sindicatos diferentes.

Noventa e oito condutores possuem salários de até R$ 2.100.

Por Sávio Junior/Comunicação Proguaru – Crédito da foto: Rafael dos Anjos/Comunicação Proguaru

Share this post